Programa de Excelência para franquias: 5 itens indispensáveis

11 de março de 2022
Marcos Salles

Desde que iniciamos a operação da Yungas, tem se tornado cada vez mais comum ouvirmos termos relacionados ao sucesso do franqueado. Acontece que, dentro do mundo do franchising - composto por dois lados: franqueadores e franqueados - o conceito de “sucesso” se torna subjetivo e difícil de quantificar. Neste artigo, você vai entender a importância do Programa de Excelência para franquias quando se busca a mensuração de sucesso de franqueados.

Ilustração da tela do Programa de Excelência para franquias da Yungas
Afinal, o que é sucesso para a franqueadora?
E como cada franqueado definiria o que é ser bem sucedido?

No mundo dos negócios, é comum partir do princípio de que quem vende mais, é melhor. E na busca por tangibilizar o que leva um franqueado ao sucesso, encontra-se então o primeiro indicador dessa composição: o faturamento. Acontece que no universo de franquias, mensurar o sucesso de um franqueado somente pela receita do seu negócio pode ser um grande equívoco.

Como mostrar o caminho do sucesso para franqueados através do Programa de Excelência para Franquias

Fora o bom resultado financeiro, franquias de sucesso apresentam uma série de características que podem ser mensuradas pela franqueadora a fim de indicar boa performance. No mundo das franquias, não só o resultado, como o todo o processo percorrido para atingi-lo é relevante. Isso acontece porque a franqueadora deve garantir replicabilidade das melhores práticas em todas as unidades franqueadas.

Sendo assim, a franqueadora tem a responsabilidade de mostrar aos seus franqueados os melhores caminhos para o sucesso, levando em consideração que o franqueado adquire não só o direito de comercializar produtos ou serviços da marca franqueadora, mas também todo o conhecimento do franqueador para o operar o novo negócio: desde o início da implantação até toda jornada de operação, com treinamentos, consultoria, reuniões periódicas e canal aberto para comunicação e resolução de problemas, muitas vezes facilitado e centralizados por sistemas para franquias como a Yungas.

E uma das melhores ferramentas para apresentar esse caminho aos franqueados são justamente os programas de excelência.

Qualquer rede que está há um tempo considerável no mercado e já ultrapassou a marca de 100 unidades franqueadas sabe do impacto que um bom programa de excelência para franquias gera na rede. Além de alinhar franqueados e time da franqueadora quanto aos indicadores mais relevantes do negócio, são uma excelente forma de recompensar não só os que atingem melhores resultados, mas principalmente aqueles que o fazem seguindo processos.

Aqui na Yungas, ajudamos franqueadoras a classificarem suas franquias em oportunidade e risco com a metodologia do Health Score. Dessa forma, gestores podem agir de forma preditiva com seus franqueados, de acordo com pilares como satisfação, engajamento e padronização, além do faturamento.

Além da metodologia, acompanhamos diariamente nossas redes de franquias parceiras e encontramos 5 características em seus Programas de Excelência que podem alavancar a eficiência da ferramenta e fomentar maior engajamento de franqueados:

1. Período de avaliação bem definido

Seja anual, semestral, trimestral ou mensal, um bom programa de excelência tem início, meio e fim. Independente do tempo de duração, ele costuma ser atualizado com frequência regular para que os franqueados periodicamente confiram suas posições e quais pontos precisam melhorar para evoluir no ranking.

2. Definição dos pilares que sustentam o Programa de Excelência para franquias

Normalmente divididos entre 2 a 5 tipos, são os pilares que agrupam os indicadores que monitoram o desempenho das franquias no programa. Isso facilita a compreensão dos franqueados e dá mais clareza nas frentes que, sendo trabalhadas, vão contribuir com maior relevância para melhoria no desempenho da unidade no programa. Aqui na Yungas, recomendamos o uso dos pilares de satisfação, engajamento, faturamento e padronização, porém entendemos que cada rede deve priorizar o que faz sentido para suas operações.

Exemplo de pilares para um Programa de Excelência para Franquias: Satisfação, Engajamento, Padronização e Faturamento.

3. Alocação de pesos nos pilares e indicadores

Nem todos os indicadores presentes no programa têm o mesmo grau de importância. Os pesos (de 0 a 100%) ajudam a indicar para os franqueados participantes quais os indicadores mais relevantes e também aqueles que não devem ser ignorados no dia-a-dia.

4. Identificação visual

Seja Ouro - Prata - Bronze, Verde - Amarelo - Vermelho, Cluster 1 - 2 - 3 - 4 ou qualquer outro tipo de identificador visual, um bom programa de excelência consegue facilmente classificar não somente os franqueados de acordo com sua pontuação parcial, como também conseguem transmitir com clareza o que significa uma determinada pontuação comparado com outros.

5. Premiação final

Um grande prêmio do programa de excelência não somente recompensa um trabalho árduo de todo um ciclo de desafios e conquistas dos ganhadores, como também coloca em evidência os franqueados de sucesso. Colocando em evidência os melhores franqueados da rede, uma boa premiação vai além da recompensa financeira. Ela envolve também ouvidos atentos do time da franqueadora para, nos detalhes das histórias de sucesso, encontrar novos padrões de sucesso para a próxima edição que está por vir.

E você, como tangibiliza o que é sucesso para o seu franqueado? Você utiliza algum Programa de Excelência para franquias na sua rede?

Conte-me como sua franqueadora faz a gestão de desempenho de franqueados e terei o prazer de conversar mais sobre o assunto pelo LinkedIn!

Meu nome é Marcos Salles, e sou um dos co-fundadores da Yungas, sistema para franquias especializado em grandes redes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram